O Projeto

O Projeto Caiu do céu nasceu da necessidade de um olhar sensível as dificuldades de aprendizagem de André Caldas, portador da Miopatia de Duchenne, que sua mãe viu grandes possibilidades em seus dons artísticos. Os desenhos do garoto impressos em canecas, começaram a fazer sucesso e receber elogios e incentivos, o que motivou a família a incluir novos meninos com Duchenne. Todo o movimento do projeto tem o objetivo de melhor a qualidade de vida dos garotos, aumentando a autoestima, a autoconfiança e proporcionando prazer e alegria à eles, além de ajudar as famílias financeiramente às suas necessidades. O projeto visa também oferecer aos meninos portadores de Duchenne, um olhar novo a sua vida, com realizações de seus sonhos, que refletem positivamente em suas saúdes. A arte como ferramenta de superação. A arte é curativa.André Caldas um garoto valente, portador de Miopatia de Duchenne, ele adora desenhar e sua arte transmite alegria, coragem, criatividade, vivacidade e esperança de vencer. O projeto 'Caiu do céu' está voltado à venda de produtos que levam seus desenhos, a fim de prestarem às suas necessidades. Convidamos você a caminhar conosco nessa aventura de cores vibrantes e muita esperança.

Quem é André Caldas

André é um menino que vive em sua alma mais do que em seu corpo. Portador da Distrofia Muscular de Duchenne, uma doença muscular degenerativa, diagnosticada aos 2 anos de idade. Com características especiais, esse menino possui a pureza e inocência dos anjos. Durante os primeiros contatos com a alfabetização, ele teve dificuldades de aprendizagem, mas com os desenhos, descobriu-se que essas são habilidades que evoluíram rapidamente. O que letras e números são um desafio, desenhos e cores são uma grande revelação. Inspirado pelos personagens de seu tempo, como qualquer outra criança, André mistura a ansiedade de sua alma com os efeitos da doença que ocorre pouco a pouco, com a esperança de sua alma que anseia pela libertação.

Français FR Português PT